Quando se tratam de finanças, a maioria das pessoas fica sem saber como proceder. Costumamos misturar as finanças pessoais com as profissionais. Mas é possível realizar o planejamento financeiro ideal para nós? Como o faríamos? Realmente, administrar dinheiro não é uma tarefa simples.

No entanto, a educação financeira é fundamental em nossas vidas. Devemos praticá-la e ensiná-la para nossos filhos.

Confira então algumas dicas de como realizar esse processo para que você tenha uma vida financeira mais organizada.

Tenha um orçamento bem organizado

Quando se trata do nosso dinheiro, é importante ter muita disciplina e não investir em tudo que aparece, ou gastar em algo que não precisa. Às vezes, é necessário se perguntar: eu realmente preciso disso? Pode parecer clichê. Mas, muitas vezes, não precisamos de tantas roupas, sapatos, etc.

Como estamos passando por um momento de crise financeira em nosso país, mais do que nunca precisamos ter um planejamento financeiro. E o primeiro passo para iniciar o seu é ao adquirir educação financeira. Ou seja, conhecer bem suas finanças, separar os recursos pessoais e empresariais prevendo os gastos emergenciais.

Mantenha um bom controle sobre suas finanças

Não gaste além do que pode pagar. Se o produto custa o dobro do montante que você tem, é melhor ter um pouco de autocontrole. Você não deseja mais uma dívida, não é mesmo?

Um erro comum ainda é contrair uma dívida para pagar outra, gerando o efeito “bola de neve”. Evite quantias que não pode pagar e respeite seus limites de renda mensal para planejar os gastos com maior precisão.

Junte uma reserva de dinheiro

Em uma eventual crise financeira, é sempre bom ter uma boa reserva para gastos emergenciais e pessoais. Dessa forma, a quantia também pode ser usada para saldar dívidas menores sem comprometer sua rotina.

Controle o uso do cartão de crédito

Esse talvez seja um dos hábitos mais difíceis de controlar, especialmente quando contemplamos promoções e parcelamentos em 12 ou mais vezes. Mas não é impossível. Se você está poupando gastos, não use o cartão de forma descontrolada. Utilize-o em momentos de emergência somente e ajuste o limite do cartão para que ele seja compatível com sua atual renda. Dessa forma, você não gasta além do seu orçamento.

Entenda um pouco sobre as taxas de juros

Parece assunto de especialista financeiro, mas essas taxas fazem parte do nosso dia a dia. Temos as taxas de juros simples e as taxas de juros compostas. A primeira é aquela em que há acréscimos sobre um crédito ou aplicação financeira. Já a segunda é aquela em que há juros sobre juros.

Nessa última, o efeito dos juros sobre juros reflete no capital financeiro. Aqui, estes se acumulam, gerando uma dívida maior e mais difícil de pagar. É bom se manter com uma taxa simples, que não sofra alteração.

Fazer um planejamento financeiro é importante para evitar situações de risco. Se você poupar o dinheiro para algo que precisará, as chances de pagar mais pela aquisição são menores. Busque sempre poupar para estar preparado para eventuais contratempos.

Há muitos aplicativos de finanças pessoais que podem ser baixados no celular para ajudar durante esse processo. Eles previnem gastos futuros, fornecem informações sobre suas despesas e assim por diante. É uma ótima alternativa para acertar em seu planejamento financeiro.

Você gostou do conteúdo? Que tal receber mais textos relevantes sobre economia? É fácil: basta curtir nossa página no Facebook!